Sobre / About

Como não poderia ser diferente, desde sempre os tive e sou apaixonada por gatos. Mas quando conheci o Maine Coon fiquei literalmente encantada por seu temperamento: companheiros, carinhosos, muito ativos, adoram brincar, correr, saltar, escalar e quase não miam, embora gostem de conversar com a gente. Não é uma raça adequada pra viver sozinha.

 

Em dez/2006 comecei a conhecer pessoas especiais, que como eu amam gatos. Também conheci e me associei a Amacoon. Com eles todos aprendi o que é criar gatos de raça, todos os cuidados que precisamos ter, os conhecimentos que precisamos adquirir, as responsabilidades éticas com os gatos e com os futuros papais de nossos filhotes.

 

Aprendi que ser um bom criador está muito distante de ser um reprodutor/comerciante de gatos, atitudes que de qualquer forma não condizem com meus conceitos.  Entregar filhote ou adulto apenas a troco de pagamento, sem saber se o tipo de vida que terá será adequada também não condizem. 

 

 

 

 

 

Todos são alimentados apenas com ração de qualidade super premium. O gatil é livre de Fiv e Felv, todo o plantel é negativo para HCM por DNA (mutação A31P do gene MyBPC3) e para SMA. A cópia dos exames dos pais, mencionados no site, nas paginas de cada um, é sempre fornecida junto com o Contrato de Compra e Venda. Vivem soltos pela casa, sem uso de gaiolas ou baias, onde brincam e fazem artes. São felizes.

 

Eu considero os gatos como crianças pequenas, e assim espero que também o seja em seu novo lar. Eles não têm nenhuma noção de perigo ou certo/errado e dependem totalmente de nós: na sua alimentação, cuidados de higiene, saúde, proteção e segurança, qualidade de vida, respeito às suas características e necessidades, muito carinho e amor.

 

Embora me cerque de todos os cuidados, são seres vivos como nós e podem adoecer, e sem dúvida, morrer. Garantia de saúde e vida, infelizmente, só é permitido a Deus, da mesma forma que não tenho como dar garantias do tamanho/peso que o filhote terá ao final do seu desenvolvimento (em torno dos 4 anos).

 

Os filhotes podem ser vendidos ou não, e me reservo o direito de recusar venda caso não me sinta segura sobre o local e/ou vida que será oferecido. Deverão receber qualidade de vida, no mínimo, igual ao que tem aqui ou melhor. Se este lar não surgir, continuam comigo.

 

Silvia Cecília

Gatil Silce Coonies